Música · Poemas · Textos

Surpreendente (Flavia C da Silva)

Surpreendente (Flavia C da Silva)

Não consigo me lembrar,
Como se respirar.
Eu tento relaxar,
Mas ainda continuo paralisada.

Eu quero te olhar mais de perto,
Estudar a suas formas.
Eu quero pertencer a você.
A você.

Quero tocar em seus cabelos,
Quero olhar o brilho nos teus olhos,
Então eu faço de você minha religião,
Minha convicção, meu refúgio.

E os seus segredos podem ser divididos comigo.

Eu não posso fingir que você não é surpreendente.
Não posso fingir sobre o que eu sei.
Porque nós dois sabemos.
Eu não posso me sentir tão dividida.
Esse sentimento tão surpreendente.
Porque nós dois sabemos.

Agora a sua história será contada em silêncio.
E por isso eu posso me desculpar.
Você é a única pessoa que sabe como eu me sinto.
Quando tudo começou e…
Eu pertenço a você,
E apenas a você.

E mesmo que você seja com um doce fantasma.
E os seus segredos podem ser divididos comigo.

Eu não posso fingir que você não é surpreendente.
Não posso fingir sobre o que eu sei.
Porque nós dois sabemos.
Eu não posso me sentir tão dividida.
Esse sentimento tão surpreendente.
Porque nós dois sabemos.

Você disse adeus.
Mas você disse adeus.

Licença Creative Commons
Surpreendente de Flavia C. da Silva está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios

Um comentário em “Surpreendente (Flavia C da Silva)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s