AMOR TEIMOSO

AMOR TEIMOSO

Quando a música se encontra com as nossas experiências pessoais, ou quando encontramos nossas próprias experiencias em música, a sensação é única. Como se alguém nos ajudasse a contar a nossa história, de um jeito mais profundo e cheio de significados.

amor teimoso 2.jpg

A banda The Lumineers me foi apresentada há algum tempo, com a canção “HO HEY’, mas foi fuçando aqui e ali que encontrei a música que acredito ser a verdadeira jóia dessa galera norte-americana que toca um Folk Rock viciante. Stubborn Love (Amor teimoso), se apresenta como aquelas canções que poderiam ser trilha dos melhores seriados e filmes, e pode ser parte da trilha sonora de muita gente também. É um achado onde o conjunto letra/melodia/clipe são de muito bom gosto, com uma simplicidade rara. Com um tema comum, corriqueiro, e difícil de se encontrar de forma tão bem escrita em uma música, Stubborn Love, como o nome já insinua, trata em sua letra de algo que muitos de nós podemos nos identificar que é a teimosia de querer/amar algo que não nos faz bem, ou que claramente não é para nós. Logo no início, nós encontramos os versos que traduzidos ficam sendo “ Ela vai mentir, roubar e trapacear, e implorar de joelhos… Fazer você acreditar que está falando sério, desta vez. Ela abrirá um buraco em você que não conseguirá reparar, mas eu ainda a amo, e eu realmente não me importo”, Quando ele inicia os versos parecendo dar um conselho a alguém, usando palavras como “você” e na frase final ele já está falando de sí próprio (“eu”), se parece muito com as conversas que nós temos com a nossa consciência, não?

tumblr_lxc6jrbgLA1qf5hnho1_500.jpg
Quantas vezes nos pegamos numa conversa conosco, com o nosso interior, um diálogo interno, onde revelamos saber exatamente os defeitos inadmissíveis de alguém por quem nutrimos afeto e mesmo assim continuamos teimosos e insistentes? Decoramos as atitudes, o velho ciclo ‘felicidade-dor-decepção-dor-momentos bons-decepção-dor’, sabemos exatamente como será o final, sabemos que continuaremos a nos desapontar pois já cometemos o mesmo erro várias vezes e sim, entendemos que as pessoas não mudam porque queremos, mas essa teimosia de querer ter os bons momentos, ainda que sejam raros, não deixa com que nos afastemos.

É como se apesar das consequências destrutivas, aquela parcela quase nula de felicidade valesse a pena, e a má notícia é que essa parcela pequena nunca vale a pena! Porque queremos ser a exceção, queremos ser a história que no final dá certo, olhamos o fulano e o ciclano que tentou e tentou e tentou até conseguir conquistar a garota dos sonhos, mas esse é UM caso que deu certo, não é a regra. Esse um por cento desestrutura os outros 99% de casos que sonham em ser exceção. E sabe, sonhar é bonito, é muito bom… Mas se há algo do qual devemos sempre ter plena convicção é que passar a vida esperando que as pessoas mudem é um desperdício de tempo, amor e boas intenções.

teimoso.jpg

A música é uma das melhores invenções de todos os tempos, nela expressamos sentimentos, choramos mágoas, escancaramos alegrias, e falamos de nós sem falar de nós, como poderia ser melhor? Durante toda a canção ele deixa claro que não a culpa por nada, a decisão de insistir e escolher passar por tantas tempestades esperando alguns dias de sol, é toda dele, e isso é muito importante! Nós jamais devemos colocar a responsabilidade daquilo que sentimos em outro alguém. Claro que existem pessoas que no inicio querem que acreditemos em algo que elas não são, mas existe um tempo tolerável até para sermos enganados, porque ninguém consegue fingir ser o que não é por muito tempo, e é nossa responsabilidade manter alguma proteção. Não se pode permitir que algo continue, mesmo sabendo que atrás da mascará há outra pessoa, por puro apego ao que parece, mas não é. Por fim, quero ressaltar o refrão dessa música que dá um sábio conselho “Mantenha sua cabeça erguida, meu amor” é algo que precisamos lembrar sempre, pois naturalmente quando sofremos com as nossas próprias expectativas tendemos a nos fechar, e diminuir nosso autoconceito. Podemos perceber ao analisar essa música de uma simplicidade tão rica, que experiência é importante, até mesmo as ruins, pois os grandes artistas fazem delas músicas incríveis.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s