A promessa (Flavia C da Silva)

A promessa (Flavia C da Silva)

Se você estiver esperando por mim,
Então eu irei até você.
Por mais distante que posso ter viajado,
Eu sempre terei um lugar para você,
No meu coração.

Se você pensa em mim,
Se você sentir minha falta,
Ao menos um pouquinho,
Então eu voltarei pra você.

Eu voltarei,
E caberei naquele espaço,
Em seu coração.

Lembrando-me,
Do seu toque,
Do seu beijo,
Do seu abraço acalorado,
Eu encontrarei meu caminho,
De volta pra você,
Se você estiver me esperando.

Se você sonha comigo,
Como eu sonho com você.
Em um lugar aconchegante e escuro,
Em um lugar onde eu possa sentir,
As batidas do seu coração.

Lembrando-me,
Do seu toque,
Do seu beijo,
Do seu abraço acalorado,
Eu encontrarei meu caminho,
De volta pra você,
Se você estiver me esperando.

Eu tenho ansiado por você,
E eu tenho desejado…
Ver o seu rosto, seu sorriso.
De estar com você,
Onde você estiver.

Lembrando-me,
Do seu toque,
Do seu beijo,
Do seu abraço acalorado,
Eu encontrarei meu caminho,
De volta pra você,
Por favor, diga que estará me esperando.

Juntos novamente.
Seria tão bom me sentir…
Em seus braços,
Onde toda a minha jornada acaba.
Se você mantiver a promessa,
Se conseguir manter somente essa.
Eu irei até você,
Se você esperar por mim.

Diga que irá segurar,
Um lugar para mim,
Em seu coração.

Licença Creative Commons
A promessa de Flavia C. da Silva está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios

Autor: fcrissilva

"Eu sou o tudo. Eu sou o Nada. Sou os livros que li, os momentos que passei, eu sou os brinquedos que brinquei, e os amigos que conquistei. Sou o amor que dei, e os amores que tive, as viagens que fiz, e os esportes que pratiquei. Sou minha matéria preferida, minha comida predileta, essa sou eu...eu mesma, será que vais entender? Sou o ódio resguardado, sou os sonhos realizados, os objetivos alcançados. Eu sou o meu interior, mas tambem meu exterior. Sou um conjuntos de fatores que você não pode entender. Sou a saudade, os abraços que já dei, eu sou o passado, mas também o presente e o futuro, sou os meus atos. Sou o perfeito, Mas também sou o imperfeito. Sou o contraste e a contradição. Sou a complexidade do mundo. SOU O QUE NINGUEM VÊ."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s