10 mortes que marcaram 2015

10 mortes que marcaram 2015

Selecionamos grandes perdas no ano: cientistas, atores, escritores e gente anônima e inocente que morreu em tragédias.

(superinteressante)
POR Ana Luísa Fernandes

10. Joseph Engelberger

O pai da robótica, como era conhecido, criou o primeiro robô industrial do mundo, em 1961: o Unimate, que trabalhou na General Motors. Ele realizava a tarefa de soldar peças fundidas na carroceria dos automóveis, atividade que poderia amputar funcionários ou envevená-los através da alta quantidade de gases tóxicos. Engelberger morreu aos 90 anos de idade, no começo de dezembro.

9. Christopher Lee

leeReprodução

O ator britânico ficou conhecido mundialmente ao interpretar o conde Drácula, papel que repetiu em diversos longas nas décadas de 60 e 70. E, não menos importante, se destacou ao dar vida a Saruman, de O Senhor dos Anéis. Como se isso não fosse suficiente, Lee também participou de Star Wars, nos episódios II e III, como o vilão Conde Dooku. Fã de heavy metal, ele lançou três albuns com seus hits. Entre eles, o “Jingle Hell”, do ábum “A heavy metal Christmas”. Morreu aos 93 anos, de insuficiência cardíaca e respiratória.

8. Eduardo Galeano

Escritor e jornalista urugaio, Eduardo Galeano retratou a opressão que o continente latino-americano sofria em seu livro As Veias Abertas da América Latina. Sua escrita era versátil: ficção, reportagens, história, ensaios. Foi preso em 1973 pela ditadura militar uruguaia, fato que interrompeu sua carreira de jornalista. Foi para o exílio e só retornou ao seu país de origem nos anos 80. Ele lutava contra um câncer de pulmão, que acabou tirando sua vida aos 74 anos de idade.

7. Carl Djerassi

carlReprodução

A descoberta de Djerassi mudou a vida de milhões de mulheres ao redor do planeta: ele criou a pílula anticoncepcional. Apesar de ter sido criado para evitar uma explosão populacional, o método garantiu que as mulheres tivessem liberdade sobre o próprio corpo, já que elas poderiam fazer uso do medicamento sem ninguém saber. O químico morreu de complicações decorrentes de um câncer de fígado.

6. 23 pessoas mortas na chacina de Osasco e Barueri

Em agosto de 2015, nos municípios de Osasco e Barueri, 23 pessoas morreram e outras sete sofreram tentativa de homicídio. Os tiros que mataram as vítimas vieram de sete policiais, que buscavam vingança pela morte de um PM e um guarda. O caso foi encerrado no meio do mês de dezembro, e os criminosos agora estão presos. A chacina começou às 20h30, em um bar de Osasco. Quatro pessoas morreram no local e outras seis no hospital. A matança continuou até a meia-noite, nas ruas das duas cidades.

5. John Nash

johnReprodução

Foi ele quem inspirou o filme Uma Mente Brilhante, ganhador de quatro estatuetas do Oscar em 2002. O matemático norte-americano, um dos mais brilhante do século XX, recebeu diversos prêmios pela “Teoria dos Jogos”, que analisa as tomadas de decisões estratégicas humanas. Nash era esquizôfrenico, o que fez com que ele fosse internado diversas vezes – esse é o drama retratado no longa. Morreu aos 86 anos de idade, em um acidente de carro, que também matou sua esposa Alicia.

4. Leonard Nimoy

spockReprodução

Vida longa e próspera: Mr. Spock é um dos personagens mais queridos de Star Trek – Jornada nas Estrelas, assim como o ator que deu vida a ele. Leonard Nimoy morreu em decorrência de uma doença pulmonar crônica obstrutiva, aos 83 anos. Mas, como diz a saudação vulcana repetida diversas vezes por Nimoy, ele viveu com bastante prosperidade. Era ator, cantor, cineasta, fotógrafo e poeta. Além disso, inspirou fãs do mundo a se apaixonarem pelos mistérios do Universo.

3. 17 pessoas e diversos animais, mortos no desastre de Mariana

marianaFlickr

17 pessoas, no mínimo, morreram na catástrofe ambiental causada pelo rompimento das barragens da mineradora Samarco, em Minas Gerais. Os 62 milhões de m3 de lama provocaram uma onda de destruição, deixando mortos, feridos, desaparecidos e desabrigados. O Rio Doce foi contaminado pelos rejeitos, e, hoje, alumínio, manganês e ferro estão presentes na água em quantidades perigosas. Espécies de peixes, anfíbios e répteis também morreram, seja pela falta de oxigêncio ou cimentados pela lama.

2. Oliver Sacks

O neurocientista e escritor, explorador da mente humana, morreu aos 82 anos, em decorrência do câncer, um melanoma no olho que o deixou parcialmente cego. Sacks era conhecido por tratar de assuntos complicados com um tom bem humorado. Um de seus bestsellers  O Homem que Confundiu sua Mulher com um Chapéu, retrata a história de um paciente que sofria de agnosia visual, transtorno que o fez agarrar o topo da cabeça de sua esposa e tentar colocá-lo na cabeça. Em 2015, lançou uma autobiografia, em que fala sobre a sua homossexualidade e envolvimento com drogas.

1. Aylan Kurdi

A imagem do menino Aylan Kurdi, morto, com o corpo estendido na praia turca Ali Hoca Burnu, percorreu o mundo inteiro através da internet. A história de Kurdi, que tinha apenas três anos de idade, é a mesma de muitos refugiados sírios que tentavam escapar do Estado Islâmico: ele morreu, junto com o irmão e a mãe, durante o naufrágio da embarcação que levava um grupo da Turquia para a Grécia. A intenção era chegar até o Canadá, onde moram familiares das vítimas. O choque causado pela foto alertou a comunidade internacional para a maior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial.

Aylan Kurdi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s