Risco de morrer de câncer diminui após os 70 anos

Risco de morrer de câncer diminui após os 70 anos

Os Stones podem ficar mais tranquilos: o pico dos casos de carros de câncer ocorre entre os 60 e os 70 anos. Passou disso, a possibilidade de morrer desse mal vai diminuindo paulatinamente.

(superinteressante)
POR Carol Castro 

Keith RichardsiStock

Se você passar dos 70 anos sem nunca ter enfrentado um câncer, como aconteceu com Mick Jagger e Keith Richards, que têm 72 anos, talvez você jamais morra disso. Segundo dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, a partir dos 70, as mortes por conta de tumores malignos começam a cair – tanto em homens como em mulheres.

Em ambos os sexos, o câncer passa a ser culpado por menos de 30% das mortes após os 70 anos. E cai para menos de 25% após oito décadas de vida.

É que o principal vilão na terceira idade é outro: o sistema circulatório. Doenças desse tipo acabam com a vida de quase 30% da população de idosos. Mas não são as únicas vítimas fatais dessas doenças. Mortes por complicações circulatórias começam a aumentar a partir dos 20 anos – e nunca mais param de crescer entre as citações mais comuns nos atestados de óbitos.

No geral, esses dois tipos de doenças acabam com a vida de mais da metade da população. Câncer mata 22% das pessoas, enquanto doenças circulatórias respondem por 33% das mortalidades.

Dados morteFlowingdata

Os dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, incluem as causas mortis de americano entre os anos de 2005 a 2014. Para ver os números em um gráfico interativo, basta acessar o site do pessoal do Flowing Data.

Anúncios

Autor: fcrissilva

"Eu sou o tudo. Eu sou o Nada. Sou os livros que li, os momentos que passei, eu sou os brinquedos que brinquei, e os amigos que conquistei. Sou o amor que dei, e os amores que tive, as viagens que fiz, e os esportes que pratiquei. Sou minha matéria preferida, minha comida predileta, essa sou eu...eu mesma, será que vais entender? Sou o ódio resguardado, sou os sonhos realizados, os objetivos alcançados. Eu sou o meu interior, mas tambem meu exterior. Sou um conjuntos de fatores que você não pode entender. Sou a saudade, os abraços que já dei, eu sou o passado, mas também o presente e o futuro, sou os meus atos. Sou o perfeito, Mas também sou o imperfeito. Sou o contraste e a contradição. Sou a complexidade do mundo. SOU O QUE NINGUEM VÊ."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s