Amor (Flavia C da Silva)

O amor sempre me trata mal.
Por mais tempo que leve,
Eu não consigo ver o brilho das estrelas,
No céu escuro.

Pensando no passado,
Mata-me a cada memória,
Como uma vingança,
Querendo que me arrependa.

Esse é o preço a pagar,
Por minha alma te querer tanto.
E de não me importar mais com o resto.

Você levou tudo de mim.
Alma, vida e esperança.
Tudo o que eu tinha agora é teu.
E a cada dia te devo mais.

Licença Creative Commons
Amor de Flavia C. da Silva está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios