8 LIVROS PARA QUEM QUER SER MAIS INTELIGENTE

8 LIVROS PARA QUEM QUER SER MAIS INTELIGENTE

Mesmo que toda leitura seja enriquecedora saber selecionar os livros que lê é essencial para tornar qualquer pessoa mais sábia. Pensando nisso separo uma lista de oito livros para qualquer leitor interessado na aquisição intelectual não colocar qualquer defeito. Indo de mitologia e religião à física moderna o livro traz as bases de todo hábil crítico intelectual.

Conhecimento é poder, já dizia Thomas Hobbes antecipando o movimento hacker. A leitura é imprescritível a inteligência dos intelectuais, ler é bom ainda que sejam títulos inócuos e de conhecimento prático letárgico. Todavia, ao bom leitor, selecionar um bom livro torna-se essencial para absorver conhecimentos e assim tecer opiniões críticas sobre seus variados temas e realidades. Justamente pensando nisso que resolvi criar essa lista de títulos compostos por obras-primas e clássicos da literatura e intelectualidade para que você que queira ter uma base intelectual razoável possa ler. Alguns livros como a Bíblia é indicado por nomes como Neil deGrasse Tyson, assim outros são clássicos inquestionáveis como ‘O Príncipe’ e ‘A Revolução dos Bichos’.

1984_by_alcook-d4z39dh.jpg ‘1984’, de George Orwell. A ficção científica com contornos quase proféticos é uma feroz crítica a uma ditadura que dominou o mundo. Desse livro deriva-se vários conceitos como a do ‘Big Brother’ além de ser uma severa crítica ao classismo. Por vezes visceral o livro narra como seu governo manipula tudo, da ‘paz’ a história constantemente modificada em seus livros para enaltecer o partido.

9789722339513.jpg ‘O Príncipe’, de Maquiavel. Obra essencial para estudiosos de ciências políticas o livro é uma obra prima do pensamento renascentista ao abordar pela primeira vez a política do modo como é. Ainda que dentro do contexto histórico diferente ao atual muito de seus preceitos são ainda hoje utilizados como em estratégias para o poder, ainda que derivando-se dele em sua vulgarização tenha surgido o termo ‘maquiavélico’.

‘A Arte da Guerra’, de Sun Tzu. Ainda que haja dúvidas sobre a veracidade da existência de seu autor esse curto livro traz tratados de estratégia e ética militar mas que apesar disso hoje sua aplicação não limita-se ao militarismo sendo comumente aplicado ao meio empresarial e corporativista. Não confunda com o livro de mesmo nome de Maquiavel.

‘Revolução dos Bichos’, de George Orwell. Obra clássica da literatura é muito mais que um livro infantil, mas uma crítica voraz de Orwell ao que se tornava o socialismo. Ele sendo socialista e de esquerda não poupa críticas ao que ele mesmo acredita demonstrando como a luta contra o capitalismo e classismo leva, pela corrupção do poder, apenas a perpetuação do mesmo. Assim o livro torna-se não somente uma metáfora a então URSS mas até mesmo a eventos históricos mais atuais como Cuba.

‘A Bíblia Sagrada’. O livro mais vendido de todos os tempos é um compêndio de inúmeros outros livros divididos entre o Antigo e Novo testamento. Mas muito mais do que uma busca doutrinária e de credo ler a Bíblia é um exercício de discernimento e interpretação, tanto que disso derivou-se de guerras à verdadeiras histórias de santos. Mas o simples fato de ser o livro que mudou a face da humanidade torna-o único exemplar para um estudo intelectual apurado sobre a essência da própria humanidade em sua busca por um significado na vida e da mais importante religião de todas, o Cristianismo. A bom entendedor desse livro deriva-se mais que doutrina, mas filosofias de vida, principalmente no Novo testamento. Mesmo para aqueles que são ateus é um livro que somente deve ser criticado ao ser lido.

‘O livro Perdido de Enki’, Zecharia Sitchin. A tradução das tabuletas sumérias feitas por Zecharia Sitchin demonstra uma das mais antigas mitologias da história mas que pela clareza de seus relatos ressoa como história verídica que leva a compreensão de inúmeras outras mitologias posteriores, das grega e mesmo do Pentateuco cristão. Assim para ter uma melhor compreensão da bíblia em suas origens nesse livro anterior ao mesmo torna-se uma leitura de valor inestimável além de remeter aos primeiros conceitos de extraterrestres como seus deuses.

images.livrariasaraiva.com.br.jpg ‘O Silmarillion’, J.R.R. Tolkien. Um dos livros mais importantes da literatura ao lado do ‘Senhor dos Anéis’ traz um resumo mitológico e linguístico da Terra Média com inúmeros contos da criação até a seus emblemáticos personagens, tendo ricos apêndices com genealogias e detalhes fornecidos por esse gênio da literatura, o linguista Tolkien, homem de sucesso na vida acadêmica e que escrevia nas horas vagas.

‘Uma breve história do tempo’, Stephen Hawking. Similarmente a Carl Sagan na sua emblemática série Cosmos, o astrofísico Stephen Hawking traz nesse livro uma deliciosa introdução a física numa linguagem acessível sobre os principais elementos da física moderna e astronomia o qual contribuiu avidamente. O livro como um louvor a ciência é obra indispensável ao lado de ‘O Universo numa casca de noz’.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s