Música · Poemas · Textos

De novo (Flavia C. da Silva)

De novo (Flavia C. da Silva)

Eu amo o seu jeito de partir corações,
Com cada injustiça e o destino mortal.
Rezando para que tudo seja novo,
E vivendo como se tudo dependesse de você.

Aqui está você no chão
De joelho de novo,
Tentando encontrar o ar
Para respirar de novo,
Somente a rendição irá ajudar você agora.
Eu te amo, por favor, veja e acredite de novo.

Eu amo o fato de você nunca estar satisfeito.
Com o rosto sábio e mentiras felizes.
Você pega o que quer e depois volta chorando.
Você está tão perto de mim
Que você quase morre.

Aqui está você no chão
De joelho de novo,
Tentando encontrar o ar
Para respirar de novo,
Somente a rendição irá ajudar você agora.
Eu te amo, por favor, veja e acredite de novo.

Eles não têm que entender você.
Que você ainda espera e sabe,
Que eu entendo você,
Espero você.

Aqui está você no chão
De joelho de novo,
Tentando encontrar o ar
Para respirar de novo,
Somente a rendição irá ajudar você agora.
As portas estão se partindo,
E derramando.

Aqui está você no chão
De joelho de novo,
Tentando encontrar o ar
Para respirar.
Exatamente onde eu quero
Que você veja de novo.
Eu te amo, por favor, veja e acredite de novo.

Licença Creative Commons
De novo de Flavia C. da Silva está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s