Como viajar de graça pelo Brasil?

Como viajar de graça pelo Brasil?

Voar pela Força Aérea Brasileira (FAB) não é exclusividade de militares e políticos: uma caroninha é direito de todo brasileiro

(superinteressante)
POR Marcelo Testoni

EDITADO POR Tiago Jokura

 1. Escolha o destino
manual fab
Estúdio Pingado

Civis não podem embarcar em aeronaves que transportam materiais bélicos ou carga confidencial. Por isso são enquadrados em voos de tropas, correios ou missões (salvamentos, patrulhamento, treinamentos). São 16 destinos, somente nacionais.

2. Espere

Preencha a ficha de interesse no Correio Aéreo Nacional (CAN). Em cada região do Brasil há ao menos três postos dentro de bases aéreas. Apresente cópia do RG, comprovante de endereço e aguarde até dez dias pela resposta.

3. Fique alerta

manual fabEstúdio Pingado

Os voos não são agendados. Se aparecer algum com vaga, a FAB entra em contato, no dia ou na véspera, informando a hora do embarque. Só não vá muito informal: não é permitido trajar bermuda e chinelos nas bases.

4. Vá tranquilo

Algumas bases ficam em aeroportos civis e, por isso, têm mais infraestrutura. É o caso de bases em São Paulo (Cumbica), Rio de Janeiro (Galeão) e Brasília (aeroporto JK). Nessas, dá para deixar o carro enquanto viaja.

5. Seja econômico

Faça uma mala com no máximo 15 kg, e não carregue mais que 5 kg de bagagem de mão. Se a relação de passageiros for alterada antes da decolagem e sobrarem poucas vagas, embarca quem carrega menos peso.

6. Escolha seu avião

A FAB opera 30 modelos, de pequenos turboélices a cargueiros gigantes, passando pelo avião reserva da Presidência da República.

Anúncios

Autor: fcrissilva

"Eu sou o tudo. Eu sou o Nada. Sou os livros que li, os momentos que passei, eu sou os brinquedos que brinquei, e os amigos que conquistei. Sou o amor que dei, e os amores que tive, as viagens que fiz, e os esportes que pratiquei. Sou minha matéria preferida, minha comida predileta, essa sou eu...eu mesma, será que vais entender? Sou o ódio resguardado, sou os sonhos realizados, os objetivos alcançados. Eu sou o meu interior, mas tambem meu exterior. Sou um conjuntos de fatores que você não pode entender. Sou a saudade, os abraços que já dei, eu sou o passado, mas também o presente e o futuro, sou os meus atos. Sou o perfeito, Mas também sou o imperfeito. Sou o contraste e a contradição. Sou a complexidade do mundo. SOU O QUE NINGUEM VÊ."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s