Cinema

SEIS TIPOS EMBLEMÁTICOS DE AMOR MOSTRADOS PELO CINEMA

SEIS TIPOS EMBLEMÁTICOS DE AMOR MOSTRADOS PELO CINEMA

Alguns amam com liberdade, outros amam com paixão. Existem aqueles que acham que amor é acima de tudo amizade. Alguns priorizam a conexão de almas. Outros priorizam a similaridade dos valores morais. Alguns pensam que amor é fusão. Outros , soma. Existe ainda a crença que amor é utopia.

283284.jpg

Cena do filme O morro dos ventos uivantes, versão dirigida por Peter Kosminsky, com Juliette Binoche e Ralph Fiennes

Cada um tem uma maneira de enxergar, sentir e entender o amor. Muitas vezes, quando outra pessoa demonstra o amor de um jeito diferente do nosso, não reconhecemos tal sentimento como amor.

Alguns amam com liberdade, outros amam com paixão. Existem aqueles que acham que amor é acima de tudo amizade. Alguns priorizam a conexão de almas. Outros priorizam a similaridade dos valores morais. Alguns pensam que amor é fusão. Outros , soma. Existe ainda a crença que amor é utopia.

No atual artigo, vou citar cinco tipos emblemáticos de amor apresentados pelo cinema.

1. Amor fusão. Um é extensão do outro. Este tipo de amor surreal pode ser encontrado no romance O morro dos ventos uivantes, escrito por Emily Brontë , na primeira metade do século 19 e traduzido para o cinema diversas vezes. Em muitos momentos, podemos identificar a fusão entre Cathy e Heathcliff. Mas, provavelmente, os momentos mais emblemáticos são quando Cathy afirma ser Heathcliff e quando Heathcliff , após a morte de Cathy, diz para ele mesmo que não pode viver sem a vida dele, sem a alma dele.

2. Amor briguento. Amor que disputa o tempo todo por mais poder sobre o outro. Este tipo de amor pode ser encontrado no romance …E o vento levou, De Margareth Mitchell, escrito em 1936 e transposto para o cinema em 1939. Rhett Butler ama Scarlett , mas não se submete a ela , mesmo tentando realizar cada um de seus desejos. Por sua vez, Scarlett ama Reth sem saber que o ama. Duas figuras geniosas que disputam poder constantemente na relação.

scarlett-vivien-leigh-e-rhett-buttler-clarrk-gable-de-e-o-vento-levou-1939-1402509008797_956x500.jpg

3. Amor possessivo. Amor que se mede pelo nível exagerado de ciúme. Este tipo de amor pode ser encontrado no romance Fim de caso, de Graham Greene, transposto para o cinema duas vezes. Fim de caso apresenta elementos autobiográficos e mostra um escritor completamente obcecado pela mulher amada.

Fim-de-Caso-papo-de-cinema-7.png

Fim de caso, versão dirigida por Neil Jordan

4. Amor servil. Uma das partes ama e deseja tanto a outra que fica praticamente impossível não se apaixonar. Este tipo de amor pode ser encontrado no romance Fosca, de Higino Ugo Tarchetti , traduzido para o cinema por Ettore Scola , por meio do filme Paixão de amor. A tremendamente culta , sensível e feia Fosca ama tão servilmente e apaixonadamente Giorgio , que ele passa a amá-la também. Uma versão mais sexy e picante deste tipo de amor podemos encontrar em Atame , de Pedro Almodóvar. Neste filme , a devoção vem do lado masculino: um rapaz desajustado que rapta a mulher amada , uma ex atriz pornô, a fim de fazê-la se apaixonar por ele.

atame.jpg

5. Amor cúmplice. Amor que vai além do romantismo. Amor que se expressa na amizade , no entendimento intelectual. Este tipo de amor podemos encontrar no filme Frida , baseado na vida da pintora mexicana Frida Khalo. Embora Frida e Diego Rivera vivessem às turras por causa das infidelidades do pintor, ambos realmente se entendiam e tinham uma maneira muito semelhante de compreender a vida. Podemos encontrar este amor cúmplice , que se alimenta da amizade e das ideias em comum, no romance Judas , o obscuro , de Thomas Hardy, traduzido para o cinema. Sue e Jude vivem uma relação anticonvencional para os padrões sociais, mas ambos apresentam uma conexão de almas surpreendente.

frida-salma-hayek-portable.jpg

paixao_proibida_01.png

6. Amor terno. Amor que se baseia na amizade , no carinho e na compreensão do outro. Este tipo de amor também pode ser encontrado no filme …E o vento levou , por meio das personagens Melanie e Ashley Wilkes. Ambos são primos e se compreendem profundamente e se amam de uma forma tão serena e suave , que Scarlett não consegue acreditar que aquela relação é realmente amorosa.

melanie.jpg

Independente da sua forma de conceber o amor , os sete filmes citados acima representam bons exemplos de obras cinematográficas sobre este tema , ao mesmo tempo, tão cotidiano e insondável.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s