Folha em branco (Flavia C. da Silva)

Folha em branco (Flavia C. da Silva)

Eu sei que está ferido.
Eu sei que há dor.
Mas as pessoas mudam.
Deus sabe que eu não sou santa.

A minha própria maneira,
Me arrependi das escolhas que fiz.
Como faço para dizer que sinto muito?
Como faço para dizer que sinto muito?

Eu estava com medo, eu não estava preparada.
Para as coisas que você disse.
Se eu pudesse desfazer,
O que machuquei em você,
Eu faria qualquer coisa,
Para nós e fazer dar certo dessa vez.

Desenhe-me um sorriso,
E salve-me está noite.
Eu sou uma folha em branco,
Esperando por você para me trazer à vida.
Desenhe-me um coração,
Deixe-me ser a sua arte,
Eu sou uma folha em branco,
Esperando para começar a viver.

Deixe nossos corações pararem,
E baterem como um só juntos.
Deixe nossos corações pararem,
E baterem como um só para sempre.

Como eu poderia apagar,
As decisões que tomei.
Como eu poderia voltar atrás no que eu disse.
Tudo o que restou foram corações cheios de vergonha.
Como faço para dizer que sinto muito?
Como faço para dizer que sinto muito?

Eu estava com medo, eu não estava preparada.
Para as coisas que você disse.
Se eu pudesse desfazer,
O que machuquei em você,
Eu faria qualquer coisa,
Para nós e fazer dar certo dessa vez.

Desenhe-me um sorriso,
E salve-me está noite,
Eu sou uma folha em branco,
Esperando por você para me trazer à vida.
Desenhe-me um coração,
Deixe-me ser a sua arte,
Eu sou uma folha em branco,
Esperando para começar a viver.

Deixe nossos corações pararem,
E baterem como um só juntos.
Deixe nossos corações pararem,
E baterem como um só para sempre.

Eu gostaria de voltar no tempo,
E perceber…
Que nossas almas estão alinhadas.
E que nunca morremos.

Desenhe-me um sorriso,
E salve-me está noite,
Eu sou uma folha em branco,
Esperando por você para me trazer à vida.
Desenhe-me um coração,
Deixe-me ser a sua arte,
Eu sou uma folha em branco,
Esperando para começar a viver.

Deixe nossos corações pararem,
E baterem como um só juntos.
Deixe nossos corações pararem,
E baterem como um só para sempre.

Licença Creative Commons
Folha em branco de Flavia C. da Silva está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios

Autor: fcrissilva

"Eu sou o tudo. Eu sou o Nada. Sou os livros que li, os momentos que passei, eu sou os brinquedos que brinquei, e os amigos que conquistei. Sou o amor que dei, e os amores que tive, as viagens que fiz, e os esportes que pratiquei. Sou minha matéria preferida, minha comida predileta, essa sou eu...eu mesma, será que vais entender? Sou o ódio resguardado, sou os sonhos realizados, os objetivos alcançados. Eu sou o meu interior, mas tambem meu exterior. Sou um conjuntos de fatores que você não pode entender. Sou a saudade, os abraços que já dei, eu sou o passado, mas também o presente e o futuro, sou os meus atos. Sou o perfeito, Mas também sou o imperfeito. Sou o contraste e a contradição. Sou a complexidade do mundo. SOU O QUE NINGUEM VÊ."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s