SOBRE AMADURECER

SOBRE AMADURECER

Amadurecer é a maneira de o destino nos dar a oportunidade para provarmos, constantemente, o quanto somos humanos diante da dinamicidade do mundo

É incontestável o fato de que, no decorrer da nossa vida, fazem-se muitos planos e arquiteta-se um milhão de sonhos. Esse fenômeno, a bem da verdade, é o lugar comum de cada coração de gente nesse mundo.

O que eu quero dizer é que, seja como forem seus pensamentos a respeito do que te espera, você jamais vai conseguir saber o que acontecerá a frente, tampouco quem você se tornará amanhã.

Insider.jpg

Diante disso, a única certeza que nos resta do futuro – além da morte e dos impostos – é que as coisas vão mudar, independente de como elas se encontram hoje; independente de como ou quanto você as controle e, ainda, independente dos seus desejos ou dos seus medos.

A prova dessa minha afirmação é nada menos do que você mesmo!

Pense bem! Por mais suposições que você tenha feito a respeito do futuro, estou certo que você jamais teria previsto a imagem do seu “agora” exatamente como ele existe, com todos os contextos e acontecimentos da sua história de vida até então (sejam eles, em sua maioria, bons ou ruins).

Quantas mudanças aconteceram. Quantas metas que você se propôs a conquistar e realmente chegou lá, e quantas outras em que fracassou. Quantos momentos aconteceram exatamente como você esperava, e quantos momentos que você esperava simplesmente não aconteceram. Quantas ocasiões ocorreram de uma forma que você não queria que acontecesse. Quantas fases da sua vida em que você imaginou que não iria vencer e, no entanto, você venceu. Mas houve também fases em que você tinha certeza que daria tudo certo e acabou perdendo. Quantas pessoas que não lhe faziam bem se mantiveram por tanto tempo na sua história, e quantas pessoas que você amava se foram cedo demais – por tantos motivos e de tantas formas diferentes (algumas que nunca mais voltarão).

Todos e cada um dos acontecimentos, das escolhas, de erros e acertos, de fracassos e conquistas, formam precisamente a essência de vida que forma quem você é hoje. Esse “você” que, com certeza, carrega arrependimentos de algumas escolhas que fez ao longo da jornada, mas também leva o orgulho de muitas outras (boas) decisões tomadas.

É incontestável o fato de que você se torna um “novo você” a cada dia que passa, a cada experiência que vivencia, a cada novo aprendizado que absorve. Mas, diante desse olhar para si mesmo resta a pergunta: o quanto você tem se tornado mais sábio?

Antes de responder, saiba: sabedoria não tem a ver com sua esperteza ou inteligência, ela vem da quantidade de momentos que você tem vivenciado, experimentado e, mais importante, a forma como você lidou com tudo; ou o que de fato você teve a capacidade de entender de tudo o que se passou. Envelhecer com o passar do tempo é obviamente natural; o que não é natural é aprender com ele. Esse aprendizado com o tempo é o que costumo chamar de “amadurecimento”, e ele é dinâmico e constante. Para uns é um processo doloroso, para outros nem tanto, mas por qualquer que seja o motivo ou a forma, para todos nós, o amadurecimento sempre precisa, e vai, acontecer!

Amadurecer.jpg

O processo de amadurecimento é a uma maneira de a vida nos ensinar, de forma simultânea, coisas simples e coisas difíceis de se entender. É o processo que tira nosso coração e a nossa mente daquele lugar comum a todos, e nos leva àquela oportunidade singular de saber aprender. É um processo que gera oportunidades diversas, momentos a serem aproveitados ao máximo, histórias para se guardar para o resto da vida. Depende apenas de si mesmo.

Entenda. Amadurecer é como um pretexto que a vida criou para que ela nos ensine que a diferença de etnia, classe e geografia é insignificante diante da equidade dos sentimentos e das necessidades humanas. E quanto mais aprendemos isso, mais leves vamos ficando.

Amadurecer é aquela ocasião em que você terá a chance de aprender a lidar com sentimentos intensos, sejam eles bons ou ruins. É o ensejo que a vida encontra para ensinar-nos a sermos derrotados e a vencermos, sem nos deixar dominar pelo orgulho excessivo ou pela desistência recorrente; a termos discernimento.

Amadurecer é quando a vida nos ensina, aos poucos, que não é vergonhoso chorar quando nosso coração dói; que não é deselegante perder (deselegante é desistir de recomeçar), e que recuar, em alguns momentos, não é embaraço algum; a termos aceitação. Porque aprender a aceitar não é exatamente “estar feliz apesar das derrotas”, mas é “entender que as perdas são necessárias”.

Amadurecer é a oportunidade de a vida ensinar-nos, com calma, que não devemos magoar pessoas importantes para nós só para que nossos caprichos se mantenham intactos; a termos abnegação ao excesso, a fazermos renúncia em nome da paz, a criarmos critérios lúcidos para as prioridades da nossa vida. Ensinar-nos que têm pessoas especiais demais pra se perder por coisas do passado; a perdoarmos. Ensinar-nos que bom mesmo é conhecer novas pessoas, trocar novas ideias, provar diferentes culturas; a respeitar as diferenças e a enriquecer a consciência; tudo isso sem se esquecer dos nossos princípios mais enraizados.

Amadurecer é entender que melhor do que buscar um pouco da admiração de todos é conquistar toda a admiração daquela pessoa que importa de verdade; a termos fidelidade; a sermos leais aos que nos amam. Ensinar-nos que no auge do medo existe uma grande porção de coragem, e no fastígio da solidão há sempre um indício de ânimo.

Em síntese, desconfio que Amadurecer (a letra maiúscula foi proposital) seja uma maneira de o destino nos dar a oportunidade para provarmos, constantemente, o quanto somos humanos diante da dinamicidade do mundo. O quanto somos capazes de saber compreender as pessoas, os fatos, as ideias e a própria vida.

Como se pode notar, o amadurecimento é inevitável. Cedo ou tarde precisa acontecer. Mas aprender com ele é uma escolha; você pode querer ou não (simples assim!). E aprender com o passar o tempo não é instintivo, não é natural e tampouco fácil. É preciso vontade, perseverança e muita humildade.

Aprofunde-se no entendimento de que escolher a busca pelo “saber aprender”, nesse processo de amadurecimento, é o fator crucial para transformar-lhe em um cúmplice da sua própria vida. Não se esqueça do seu fracasso, mas não deixe que ele te destrua. Não minimize sua vitória, mas cuide igualmente para que ela não te acomode.

O amadurecimento te mostrará, um dia, que você é bem maior do que suas falhas e suas conquistas pontuais. Você é uma grande história de vida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s