Quase honesto (Flavia C. da Silva)

Quase honesto (Flavia C. da Silva)

Eu estou descansando minha mente.
Mais uma vez vou deixar me levar está noite.
Levantem seus copos e digam algumas mentiras.
Faça uma graça, impressione aquela garota.
Porque ela parece fácil aos seus olhos.

Ela era fácil,
E você também.

Seu reflexo,
Na janela enquanto está pegando suas coisas.
Ela está do outro lado,
Agora é apenas uma fotografia.
Escrevendo uma carta de amor para ela.

Bem, você foi quase honesto.
Eu quase acreditei, porque foi quase honesto.

Faz muito tempo,
Desde a última vez que ficamos juntos.
Conversas, cheias de palavras que gostaríamos de ter dito.
Recebi sua mensagem,
Mas eu não respondi.
Eu dei mais uma chance a solidão.
E não lhe dei mais nada.

Qual é a direção,
Daquela estrada onde costumávamos ir.
Ela está do outro lado,
Agora é apenas uma fotografia.
Escrevendo uma carta de amor para ela.
Bem, você foi quase honesto.
Eu quase acreditei, porque foi quase honesto.

Seu reflexo,
Na janela enquanto está pegando suas coisas.
Não poderia nos salvar,
Mas eu juro por Deus que tentei.

Agora é apenas uma fotografia.
Escrevendo uma carta de amor para ela.

Bem, você foi quase honesto,
Mas foi quase honesto.
Eu quase acreditei, porque foi quase honesto.

Licença Creative Commons
Quase honesto de Flavia C. da Silva está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios

Autor: fcrissilva

"Eu sou o tudo. Eu sou o Nada. Sou os livros que li, os momentos que passei, eu sou os brinquedos que brinquei, e os amigos que conquistei. Sou o amor que dei, e os amores que tive, as viagens que fiz, e os esportes que pratiquei. Sou minha matéria preferida, minha comida predileta, essa sou eu...eu mesma, será que vais entender? Sou o ódio resguardado, sou os sonhos realizados, os objetivos alcançados. Eu sou o meu interior, mas tambem meu exterior. Sou um conjuntos de fatores que você não pode entender. Sou a saudade, os abraços que já dei, eu sou o passado, mas também o presente e o futuro, sou os meus atos. Sou o perfeito, Mas também sou o imperfeito. Sou o contraste e a contradição. Sou a complexidade do mundo. SOU O QUE NINGUEM VÊ."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s