SOBRE TRANSBORDAR

SOBRE TRANSBORDAR

Certos traumas sempre machucarão alguém.
E eu escolho ser minha única vítima.

Lara Zankoulthe_noone.jpg

Onde antes havia
lágrimas para
me alagar,
resta
apenas
estiagem.
Choro,
nestes dias,
raramente,
somente
quando
a raiva
transborda
pelas barragens que
construí por dentro.
Pelo tempo em que
minha mente
não ceder,
sofrerei,
pelas entranhas,
com o abafamento
de toda e qualquer
sensação,
represando
sentimentos
por um caminho
escuro e tortuoso
que sempre me
leva a lugar
nenhum.

Anúncios

Autor: fcrissilva

"Eu sou o tudo. Eu sou o Nada. Sou os livros que li, os momentos que passei, eu sou os brinquedos que brinquei, e os amigos que conquistei. Sou o amor que dei, e os amores que tive, as viagens que fiz, e os esportes que pratiquei. Sou minha matéria preferida, minha comida predileta, essa sou eu...eu mesma, será que vais entender? Sou o ódio resguardado, sou os sonhos realizados, os objetivos alcançados. Eu sou o meu interior, mas tambem meu exterior. Sou um conjuntos de fatores que você não pode entender. Sou a saudade, os abraços que já dei, eu sou o passado, mas também o presente e o futuro, sou os meus atos. Sou o perfeito, Mas também sou o imperfeito. Sou o contraste e a contradição. Sou a complexidade do mundo. SOU O QUE NINGUEM VÊ."

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s